Freios
Tudo o que anda tem que parar. Do que adianta estabilidade, dirigibilidade, conforto e potência se na hora de frear houver alguma falha? Por isso, fique com atenção redobrada quanto ao sistema de freios. Revisar o veículo sem verificar os freios é extremamente arriscado e perigoso, pois o sistema de frenagem sofre desgaste constante diariamente. O sistema de freio é um sistema hidráulico, ou seja, para funcionar perfeitamente, não pode haver vazamento em seus componentes.

Os discos, as pastilhas e o tambor são os componentes que atuam diretamente na roda do veículo fazendo com que o carro pare quando se pisa no pedal. Discos e pastilhas, normalmente localizados na parte dianteira, são responsáveis por cerca de 70% a 80% da eficiência do freio de um automóvel. Ao observar a espessura das pastilhas de freio e perceber sinal de desgaste acentuado, proceda imediatamente a troca das mesmas conforme a recomendação do fabricante do veículo. O conjunto de tambor e lona fica alojado na roda traseira. Os freios traseiros, apesar de serem menos exigidos em relação aos dianteiros, também merecem inspeção periódica.

Outro componente a ser avaliado é o fluido do freio, responsável por transmitir a pressão hidráulica gerada no cilindro mestre ao sistema. O fluido deve ser substituído a cada ano ou 10 mil km; passando disso a eficiência em acionar os freios começa a cair. Aliás, a falta de fluido pode ocasionar na completa perda dos freios. Ao realizar os serviços de troca do fluido, certifique-se de que o produto utilizado atende às normas reguladoras, seguindo sempre as orientações do fabricante.

Dependendo da forma de utilização do veículo, o sistema de freios pode apresentar alguns problemas, são eles:

Vibração e desvio de rota na hora de frear.
Curso muito longo da alavanca de freio de mão.
Altura do pedal desregulada (baixa e alta).
Constantes barulhos quando se pisa no freio.
ABS - Sistema Eletrônico

Alguns modelos de veículos também estão equipados com ABS, um sistema “inteligente” que evita que as rodas travem quando o freio é acionado de forma mais intensa, contribuindo para uma frenagem mais segura, em menor espaço e mantendo a trajetória do veículo ao acionar o freio.

Recomendações:

Quando da revisão de seu veículo, fique atento a ruídos na frenagem, ao nível do fluido de freio, à perda de eficiência e ao endurecimento do pedal de freio.
Jamais misture fluidos de marcas diferentes no reservatório.
Se o reservatório do fluido de freio estiver abaixo do nível mínimo, não o complete; proceda para revisão e manutenção.
Nunca utilize o freio de mão com o veículo em movimento.
Alavanca muito alta é sinal de freio de mão desregulado. Verifique, portanto, o estado das lonas para freios e cabos.
Na troca dos componentes do sistema de freio use apenas peças originais. Pastilhas e lonas de freio de marcas desconhecidas podem causar danos irreversíveis, assim como ocasionar desgastes prematuros no disco de freio e no tambor.
Rua Vitor Emanuel 198 - Vila das Mercês | São Paulo - SP
CEP 04174-000
Atendimento de Seg a Sex das 08:00 às 18:00 e Sábado das 08:00 às 13:00
Fone: (11) 4266-0276